Juventude quer pressa na tramitação do Estatuto no Congresso Nacional - Juventude Petista do RN

Semana 13

quarta-feira, 7 de março de 2012

Juventude quer pressa na tramitação do Estatuto no Congresso Nacional





JPT quer meia-entrada para todos os jovens

O senador Paulo Paim (PT-RS) quer pressa na apreciação do Estatuto da Juventude (PLC 98/2011). O projeto foi aprovado no último dia 15/02, na Comissão de Comissão Justiça (CCJ) e agora segue para a Comissão de Assuntos Sociais (CAS). ”O Estatuto amplia os direitos e consagra o princípio do fortalecimento da nossa juventude. É um sonho de toda a juventude brasileira, e não só dos estudantes” destacou.

Paim, que será o relator do projeto na CAS, já antecipou que, como alguns pontos do projeto ainda provocam polêmica, a expectativa é de muita discussão na CAS. Uma audiência pública para debater o tema já foi convocada e contará com a participação de líderes estudantis e demais setores interessados no tema. O Estatuto da Juventude já foi aprovado pela Câmara dos Deputados.

“Fiz com os jovens um pacto de solidariedade, no sentido de interagir para que o Estatuto seja aprovado o mais rápido possível, mas com a melhor redação que possamos construir, já que haveremos de fazer algumas alterações em relação ao projeto que veio da Câmara dos Deputados, mas de acordo com os relatores do tema”, disse Paim, em pronunciamento feito no plenário do Senado.

O senador lembrou que o Estatuto da Juventude amplia os direitos e consagra o princípio de uma parcela significativa da população brasileira”. O Estatuto da Juventude, como diz o próprio movimento, é uma declaração de direitos e deveres dos jovens acrescida de estrutura jurídica mínima que lhes permite discutir, formular, executar e avaliar políticas públicas para a juventude brasileira. Ou seja, um instrumento jurídico para promover os direitos da nossa juventude”, reforçou.

De acordo com secretário nacional de juventude do PT, Jefferson Lima, uma das defesas do Partido é a meia-entrada, não só para os estudantes, mas sim para todos os jovens brasileiros.

“Nós também passamos para o companheiro e senador Paulo Paim (PT-RS) a necessidade de um debate mais amplo, principalmente, na proposta da meia-entrada que está colocada hoje, no estatuto da juventude, pois no relatório atual aparece somente a proposta de meia-entrada para os estudantes. E nós acreditamos que esta meia-entrada deva ser discutida para toda a juventude brasileira”.

Segundo Jefferson a juventude petista é a favor da defesa integral do estatuto da juventude.

“Nós da juventude do PT defendemos a aprovação o mais rápido possível dessa conquista para a juventude brasileira. Porque o estatuto amplia cada vez mais os direitos para o jovem e traz diversos benefícios e direitos para a juventude”, conclama Jefferson Lima.

Veja os pontos que ainda provocam polêmica:

Delimitação da idade – O texto aprovado considera jovens aqueles com idade entre 15 e 29 anos, divididos em três subgrupos: jovem-adolescente dos 15 aos 17 anos; jovem-jovem dos 18 aos 24 anos; e jovem-adulto dos 25 aos 29 anos de idade.

Meia entrada e carteiras estudantis – O texto aprovado pela CCJ prevê a reserva de entradas para quem possuir carteira estudantil fornecida pela União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira de Estudantes Secundaristas (UBES) e Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) com uma reserva de 50% dos convites para as produções culturais que tenham financiamento ou patrocínio com recursos públicos e 40% nos casos de produções de iniciativa privada. Porém, o acesso com desconto somente será concebido com a devida documentação estudantil.

Desconto em viagens – O texto aprovado determina que haja quatro vagas com preços diferenciados no sistema de transporte interestadual, voltados ao jovem com idade entre 15 e 29 anos e com renda de até dois salários mínimos. Duas vagas gratuitas e outras duas com desconto de 50%.

(Fabrícia Neves – Portal do PT, com informações de Giselle Chassot e Assessoria PT no Senado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário