Atentado contra a educação brasileira - Juventude Petista do RN

Semana 13

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Atentado contra a educação brasileira

O dia 06 de novembro de 2012 (segunda-feira) poderia entrar para a história como o dia em que a Câmara dos Deputados aprovou a destinação de 100% dos royalties do pré-sal para a educação brasileira, tornando possível o cumprimento da meta de financiamento estabelecida no novo Plano Nacional de Educação (10% do PIB para educação) e consequentemente o cumprimento de diversas outras metas: valorização profissional, ampliação da oferta de educação infantil e educação integral, dentre outras.

O dia 06 de novembro de 2012, entretanto, entra para a história como mais um dia em que a Câmara dos Deputados demonstrou desprezar os movimentos sociais, desprezar a importância de ampliar o investimento do Estado brasileiro em educação, desprezar a necessidade de construirmos a independência científica e tecnológica brasileira, derrotando a proposta da União Nacional dos Estudantes, da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino, da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, do Fórum Nacional de Educação, do Ministro da Educação Aloizio Mercadante e da presidenta Dilma Rousseff.



Assim como divulgamos a lista dos deputados que votaram contra a PEC do Trabalho Escravo, a juventude petista potiguar divulga agora a lista dos inimigos da educação brasileira, daqueles que aprovaram o destaque apresentado pela bancada do DEM para dar preferência à votação do PL 2.565/2011 da forma como foi aprovado no Senado Federal, em detrimento do Substitutivo apresentado pelo Relator Carlos Zarattini (PT/SP). Aqueles que votaram SIM foram os responsáveis por impedir que 100% dos royalties do pré-sal sejam destinados à educação. Confira o voto de cada partido e de cada parlamentar através do link abaixo:


Apenas as bancadas do PT, do PCdoB, do PSOL e do PRTB (que tem um deputado) foram integralmente contra o destaque do DEM e defenderam a proposta do Relator, que destinava 100% dos royalties do pré-sal à educação. O posicionamento do PSB, que liberou sua bancada, assim como o posicionamento do PDT, que defendeu o destaque do DEM, foram lamentáveis e dignos de repúdio.

Diante do alinhamento político-ideológico de alguns partidos de "centro-esquerda" com partidos de direita, não podemos nos surpreender com um novo realinhamento político para a disputa da presidência em 2014. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário